Ubatuba

Ubatuba – SP

Situada no litoral norte de São Paulo a 240 km da Capital e 320 km do Rio de Janeiro, Ubatuba conta com 102 praias e cerca de 20 ilhas. Conhecida por suas águas claras e calmas e também grande variedade em vida marinha, a cidade é considerada um ótimo ponit de mergulho. Além do mergulho a costa é muito frequentada por surfistas e turistas que vão em busca de diversão e ecoturismo. O que não falta é opção.

Listamos aqui alguns pontos de mergulho que valem a pena ser visitados:

Ilha Anchieta 

Considerada um dos pontos mais tradicionais e perto da costa, Anchieta possui alguns pontos de mergulhos muito interessantes.

A Ponta do Calhau é indicada para mergulhadores do nível básico ao avançado. Com profundidade que vai dos 5 aos 7 metros, possui um fundo com grandes pedras que abrigam linguados, salermas e cirurgiões.

O Ilhote do Sul tem profundidade que vai dos 6 aos 18 metros e indicado somente para mergulhadores do nível avançado devido a variação das marés. O ilhote possui um parcel que abriga muita vida marinha sendo possível avistar peixes de passagem como enxadas, xeréus, badejos e sardinhas;

A Praia do Sul é muito frequentada por mergulhadores do nível básico. Com profundidade de 2 a 8 metros, o local é bem abrigado, com fundo de areia com muitas tocas e fendas que abrigam cangulus, cirurgiões, budiões e garoupas.

O Saco da Aroeira possui costeira rochosa e fundo de areia. Com profundidade dos 4 aos 8 metros, o local é ideal para mergulhadores básicos e habitado por tamburutacas, popularmente conhecidas como lacraias-do-mar.

A Praia do Leste é o local que está a estátua em tamanho natural do mergulhador e cientista francês Jarques Cousteau. A homenagem foi feita pela Associação das Operadoras de Mergulho de Ubatuba em 15 de novembro de 1997. O local é bastante visitado e possui um costão rochoso com bastante vida marinha. Bem abrigada e com profundidade que vai dos 4 aos 10 metros. Com costeira rochosa e um pequeno parcel, o local abriga miriquitis, morérias e também tartarugas.  É indicada para mergulhadores do nível básico ao avançado.

Ilha da Rapada 

Integrante do arquipélago das Couves a Ilha da Rapada possui ótimos locais de mergulho com variações de profundidade que chega até os 25 metros.

A Trilha do Morcego possui profundidade que vai dos 5 aos 10 metros e uma costeira rochosa que abriga cavalos marinhos e em seu meio, um parcel mais raso com risco de ondulações. São encontrados também no local peixes como cirurgiões, frades e budiões além de criações de vieiras.

A Pedra da Cachorra é uma ponta de laje e ao fundo um paredão rochoso. Com profundidade que vai dos 3 aos 18 metros o local é ponto de acasalamento de arraias prego nos meses de setembro e outubro e abriga peixes pedra, frades, papagaios, pescadas jaguareçás, corcorocas e budiões.

A Trilha do Pigmeu possui profundidade que varia entre 12 e 25 metros com fundo rochoso e é indicada para mergulhadores do nível básico ao avançado. O local é um dos poucos pontos que são encontrados os peixes anjos pigmeus – são considerados curiosos e fazem a alegria de quem quer praticar a fotografia sub. Mais ao fundo é possível encontrar labirintos que exigem muita atenção e habilidade devido a correntes marinhas e refluxo (indicado para mergulhadores do nível avançado) e, além disso, abriga muitos cardumes.

Ilha das Couves 

Seu acesso é feito através da Praia de Picinguaba e vale lembrar que não existe pousada ou hotel na ilha. Abaixo estão os pontos mais visitados.

A Paredinha dos Miriquites tem profundidade que vai dos 3 aos 11 metros com costão rochoso e abundância em vida marinha. É comum no local a presença de marias-da-toca, caranguejos aranhas, budiões e miriquites. É necessário atenção para as correntes marinhas ao mergulhar na extremidade do canal formado com o ilhote.

O Parcelzinho é bem abrigado e ponto indicado para mergulhadores do nível básico. Com profundidade de 3 a 10 metros, o parcel abriga coiós e cangulos reais além de outras espécies que enriquecem a vida marinha do local.

O Costão de Fora possui grandes rochas cobertas por mariscos e abriga também linguados e arraias pregos. A profundidade varia de 5 a 15 metros.

O Recreio dos Borboletas é considerado um dos melhores pontos do Ilhote das Couves. Com profundidade que vai dos 7 aos 12 metros, o local é indicado para mergulhadores dos níveis básico e avançado e é abrigo para corcoras, sargentinhos e principalmente borboletas. É necessário atenção para as mudanças de maré.

A Face Oeste possui profundidade entre 12 e 23 metros e projeta-se como um paredão de pedra que formam salões onde são vistos badejos e garoupas.

Ilha Vitória 

A Ilha da Vitória é habitada por uma comunidade de caiçaras tradicionais que vivem da pesca artesanal, é comum serem observadas no entorno do arquipélago, redes de espera, cercos e armadilhas de pesca. A recomendação é para que os mergulhadores evitem o fundeio próximo a estes artefatos, tanto pelo risco de se verem envolvidos pelas redes, bem como pela prática de mínimo impacto, não interferindo na cultura local.

O Saco do Hilário é indicado para mergulhadores do nível avançado. Com profundidade que vai dos 6 aos 30 metros o saco é bem abrigado e possui fendas verticais e reentrância no costão desde a superfície semelhante a uma gruta com presença de refluxo. No local é possível encontrar moréias e arraias prego.

O Saco do Paiá possui três pontos conhecidos como:

Canto da Sereia – com profundidade dos 5 aos 23 metros o local possui restos de algumas lanchas e embarcações de madeira naufragadas e além disso são encontrados cardumes de donzelas do rabo amarelo, sargentinhos e cirurgiões azuis. Segundo a lenda os marinheiros eram atraídos o saco pelo canto de uma sereia e acabavam batendo nas grandes pedras.

Escuninha – os restos de uma escuna espalhados pelo fundo de areia abrigam grandes ouriços e ermitões e nas fendas encontradas nas rochas do costão é possível ver dentões e peixes morcego. A profundidade vai dos 6 aos 15 metros.

Ponta das arraias – considerado um dos melhores pontos da região são encontradas arraias chita, manteiga e prego que habitam o fundo de areia e rochas. O local também é favorável para a prática do drift dive.

O Saco do Funil possui profundidade que vai dos 8 aos 40 metros e fica no extremo sul da ilha. O mergulho no local é indicado somente para mergulhadores de nível avançado por conta do relevo que varia em uma parte plana composta por pedras e uma grande parede vertical. Possui bastante vida marinha.

O Saco da Professora também é dividido em três pontos:

Aquário – com profundidade dos 5 aos 10 metros é ideal para mergulhadores do nível básico. O local recebe esse nome pela riqueza de vida marinha que contempla desde corais cérebro, baba-de-boi, gorgônias, esponjas coloridas e uma variedade de peixes que criam a aparência de um grande aquário.

Gruta do Tesouro – local bem abrigado e indicado para mergulhadores de nível básico ao avançado. A gruta possui muita vida marinha em suas passagens e seu fundo é arenoso onde é possível encontrar arraias prego e manteiga. A profundidade varia entre 8 e 16 metros.

Ponta do Farol – para mergulhar nesse local é necessário ter atenção para os refluxos e correntes marinhas. Repleto de tocas e fendas é possível encontrar borboletas bicudas e peixes de passagem como enxadas e xeréus.

 

 

Ilha bela

A maravilhosa Ilha Bela – SP

Ilhabela é composta por 14 ilhas e ilhotes e é um dos únicos municípios-arquipélago marinho brasileiro.  Está localizada no norte do Estado de São Paulo, fica na microrregião de Caraguatatuba a 210 km da capital paulista e 440 km da cidade do Rio de Janeiro.

Considerada uma das 10 maiores ilhas do Brasil, Ilhabela possui além de muita beleza, diversas opções de mergulhos com cerca de 21 naufrágios sendo assim o maior cemitério de navios da costa brasileira. São aproximadamente 129 km de costa com vida marinha em abundância para se explorar.

Segue aqui os principais naufrágios encontrados na ilha:

  • Príncipe de Astúrias
  • Concar
  • Hathor
  • Elihu B. Washburne
  • Urucânia
  • Crest
  • Dart
  • São Janeco
  • Therezina
  • Velásquez
  • Aymoré
  • Nau da Praia dos Castelhanos
  • Avião T6-D Texan

Separamos alguns pontos de mergulho interessantes:

Ilhote da Serraria

É um dos pontos de mergulho mais conhecidos com águas geralmente bastante tranquilas e profundidade (atenção para alguns dias em que a correnteza pode ficar forte) que varia de 6 a 15 metros. A costeira é marcada por pedras ladeada por fundo de areia e algumas tocas. É possível encontrar no local peixes como enxadas, xereletes, piranjicas, badejos, garoupas, ciboas, anchovas, beijupirás, pescadas-dentão até tartarugas e golfinhos.

Cabaraú

Com profundidade que vai dos 3 aos 10 metros, Cabaraú tem forma de coroa, contornado por areia onde podem ser vistas raias e tartarugas.

Saco do Poço

Indicado para mergulhadores de nível básico, o local é bem abrigado, com boa visibilidade em suas águas claras e profundidade que vai dos 3 aos 7 metros. Possui areia grossa e muitas pedras e grandes tocas que abrigam muitos peixes de passagem, tartarugas e arraias. Lá também fica o Costão norte da Praia do Poço, uma grande piscina de água doce.

Costão do Quebra Coco 

O local ainda é pouco explorado e fica entre as Pontas do Poço e Grossa Condições com profundidade que vai dos 3 aos 18  metros é indicado para mergulhadores do nível básico. Com ótima visibilidade e uma enorme riqueza em vida marinha a costa possui muitas tocas e um parcel que abrigam uma fauna recifal de muitas cores e peixes como o badejo, garoupa e cardumes de peixes de passagem além de tartarugas e arraias.

Ilhas Galhetas

São duas ilhotas entre o Saco do Sombrio e a Baía de Castelhanos que ficam na costa leste da Ilhabela. Com profundidade que varia entre os 3 e 15 metros o local é considerado  praticamente intocado,  com presença de muitas grutas e vários peixes coloridos.

Costão da Fome

Com profundidade que vai dos 3 aos 8 metros é possível ver cardumes de salemas, marimbás, tainhas, sargentos e tartarugas. A 70 metros da ilha se encontra a Laje da Fome com um pequeno parcel. É indicado para mergulhadores do nível básico.

Pacuíba

Neste local a temperatura da água dispensa o uso da roupa de neoprene, principalmente no verão. O melhor ponto de mergulho fica no canto leste com profundidade que vai dos 6 aos 8 metros. Pedras de tamanho médio formam um parcel com muitas tocas e repleto de vida marinha com peixes ornamentais e muitos badejos, marias-da-toca, sargentos e garoupas.

 Ponta da Figueira

Com profundidade dos 5 aos 12 metros a costeira formada por grandes rochas e um parcelado ao fundo é um local de mergulho indicado para iniciantes. O local apresenta presença constante de miriquitis, peixes-morcego, garoupas, bicudas, donzelas tartarugas, lagostas, arraias e moreias.

 

Ponta do Urubu

Considerado um dos pontos mais acessíveis e tranquilos do arquipélago fica ao oeste da Ilha de São Sebastião e possui profundidade que vai dos 3 aos 7 metros. A entrada apresenta um pequeno parcelado próximo a costeira aos 4 metros a partir daí declive suave na areia até a profundidade dos 7 metros com boa diversidade marinha.

Saco da Ponta da Sela

O melhor acesso é pelo sul da Ponta da Sela e sua profundidade vai dos 3 aos 18 metros. O parcelado vai desde a costeira até o fundo aos 18 metros (com correntezas nesses pontos mais fundos) que apresenta grandes formações rochosas e abriga esponjas, algas, arraias, lagostas, donzelas, sargentos além de peixes de passagem e toca.

Guarapari

Guarapari – ES

Guarapari fica no estado do Espírito Santo cerca de 51 km da capital Vitória e a 516 km de Belo Horizonte. O balneário é considerado o principal ponto turístico do litoral que além das suas belezas naturais e culinária atrai turistas pelas ótimas opções para a prática do mergulho com alguns naufrágios e as areias monazíticas (descobertas em 1.898) que são conhecidas por serem terapêuticas. Guarapari foi reconhecida como o “local com maior biodiversidade de peixes recifais e algas do Brasil” no XII Congresso Brasileiro de Ictiologia.

Seu nome de origem indígena deriva da junção de Guará (Garça ave – ibis rubra;  nasce branca, torna-se cinza, volta embranquecer, e por fim, a sua coloração é vermelho-carmesim) + Pari ou Parim (Pesqueiro, lugar cercado para apanhar peixe, curral)

Ressaltamos como principais pontos de mergulho:

Ilha da Raposa

Com profundidade que vai dos 6 a 12 metros e águas claras e tranquilas, para chegar ao local é necessário atravessar um pequeno canal. Na ilha são encontrados corais e grandes pedras com que abrigam várias espécies de peixe podendo outrora encontrar tubarões e golfinhos.  Além disso, o local abriga o naufrágio do Cargueiro a vapor Bepo.

Baixa Olho de Boi

Com pequena extensão, a baixa está localizada no caminho para a Ilha Escalvada. Sua profundidade chega até 25 metros e é habitada por espécies pelágicas e bentônicas.

Ilha Escalvada

Por estar um pouco afastada da costa é possível ver em algumas ocasiões arraias jamanta e golfinhos. Considerando a parte da frente da ilha, próximo ao costão, encontram-se corais com uma diversidade de peixes. A profundidade neste local vai dos 8 aos 18 metros. Também é praticado o “Drift Dive”, mergulho a favor da corrente aproveitando a força das águas para realizar um voo submarino à deriva.

 

Baixa do Dentão

Localiza-se entre as Ilhas Rasas e Ilha Escalvada. Pequena extensão e grande concentração de espécies bentônicas. Profundidade local chaga aos 25m.

Ilha Rasa

O local reúne alguns pontos de mergulho e as profundidades variam entre 8 e 25 metros. O fundo possui rochas cobertas com esponjas, anêmonas, vários tipos de corais além de abrigar lagostas, polvos e diversos e peixes de passagem.

Um dos pontos de mergulho é o naufrágio do Veleiro da enseada (embarcação suíça que bateu contra a ilha de fora), que está desmantelado e seus pedaços espalhados pelo fundo. Há também, o cargueiro chamado Guarani que transportava areia monazítica para Vitória e ali naufragou conservando algumas estruturas, abrigando frades e ciliares.

Outro local interessante são os Cânions ou Catedral que são corredores de pedra do boqueirão da Rasa de Fora. Lá se encontra grande diversidade de vida marinha e em suas proximidades o naufrágio do Pesqueiro Mucuri. Segundo a história, em um dia de nevoeiro o mestre não conseguiu ver as Ilhas Rasas e bateu na pedra.

Existe também o Parcel do Boqueirão, considerado uma ilha submersa que abriga uma variedade de espécies. Por estarem afastadas do continente e não oferecendo grande abrigo, estas lajes são menos frequentadas ajudando a conservar o local.

 Baiuana

Com profundidade que chega aos 42 metros, o mergulho nesse lugar é aconselhável para mergulhadores avançados devido ao mar aberto. É possível ver badejos, olhos de boi, enxadas e também caranhas.

 Parreiral de Fora

Seu fundo é formado por muitos buracos e alguns deles permitem a passagem por baixo. Com profundidade que vai dos 18 aos 30 metros, abriga várias espécies de peixes de passagem com grandes cardumes e lagostas.

Três Ilhas

É um pequeno arquipélago formado por três ilhas e inclui ilhotas e pedras que se encontra em Área de Proteção Ambiental (APA). O local é bem abrigado, com profundidade que varia entre 5 a 15 metros e fundo de areia clara e pesada, onde é possível encontrar pedras e corais que abrigam peixes de aquário, cações, polvos, moréias e linguados podendo achar algumas vezes arraias e tartarugas. Essas qualidades são excelentes para batismos, mergulhos noturnos e mergulho de costão.

Cabo Frio

Cabo Frio – RJ

Cabo Frio fica na Região dos Lagos a 25 km de distância de Búzios e a 170 Km do Rio de Janeiro. Considerada a sétima cidade mais antiga do Brasil, a cidade mistura construções centenárias e modernas e é simplesmente linda. Seu mar cristalino e suas dunas de areia branca são chamarizes para turistas de todas as partes do país e do mundo.

Conheça alguns pontos de mergulho de Cabo Frio.

Ilha Comprida

A Ilha tem uma área de aproximadamente 40 metros quadrados e á a mais visitada da região oferecendo excelentes abrigos para os ventos de todos os quadrantes predominantes da localidade, possui profundidade de 4 a 6 metros. As tartarugas e arraias prego são bastante comuns, principalmente nos mergulhos noturnos.

Ilha dos Papagaios

Uma Ilha mais próxima de Cabo Frio, com ótimas opções de mergulho, com destaque para as três enseadas na face oeste, que propiciam operações com excelente abrigo aos ventos predominantes da região. Por todos esses motivos é o ponto mais visitado da região, apresentando uma fauna variada e rica. O largo tem profundidade que varia entre 18 e 40 metros.

Canal do Papagaio – Lado de Dentro

O canal possui uma extensa faixa de areia fina em todo o lado de dentro com profundidade de 10 metros na divisão entre a areia e as pedras onde encontra-se pequenas tocas e corais. É possível observar no local pequenos tubarões-lixa e grandes arraias. Próximo à ponta sul existe uma grande formação rochosa onde se encontram muitas moréias.

Primeira segunda e terceira enseadas

Estes três pontos foram agrupados devido à sua proximidade e características bastante parecidas. Ideal para mergulhadores iniciantes e aulas de mar, pois oferece sempre mar calmo e poucas profundidades.

A divisão entre a segunda e terceira enseada possui uma formação rochosa que vai até 21 metros de profundidade. Já na terceira enseada foram colocadas algumas foi criado um recife artificial com a ajuda de manilhas onde é possível encontrar mangangás e badejos em seu interior e a profundidade varia dos 12 aos 21 metros.

Ponta oeste / Terceira enseada

A ponta e é considerada um dos melhores locais de mergulho. É necessário atenção para as reentrâncias na parede, pois normalmente formam um refluxo que geram dificuldade.  Iniciando por esta face da ilha, pode-se alcançar até os 21m e nadar em direção a terceira enseada, onde encontramos profundidades entre 3 e 6m. Normalmente são vistos peixes de médio porte e tartarugas, além de badejos e frades.

Saco Sul

Com 18 metros de profundidade em sua parte mais funda, e 3 aos 8 metros de profundidade na sua parte mais rasa, a enseada tem grande variedade de vida marinha. É possível ver arraias, tartarugas, lagostas, nudibrânquios e peixes de toca. São feitos muitos mergulhos noturnos no local.

Ilha do Breu

É a ilha mais distante, com 12 a 24 metros de profundidade oferece uma boa média de visibilidade possibilitando uma ótima condição para o mergulho noturno. Abriga muita vida marinha e proporciona excelentes oportunidades para foto-sub.

Ponta Nordeste

Com intensa força de mar e profundidade que varia entre 12 e 24 metros, seu fundo possui formações rochosas com pequenas grutas e paredes com muita vida marinha e aparições de tartarugas.

Fenda

O local possui formações criadas pela grande força do mar com profundidade que vai dos 8 aos 16 metros de profundidade. Atenção apara a presença constante de correnteza. É possível observar grandes peixes de passagem.

Ilha dos Capões

Esta ilha de pequeno porte oferece mergulhos mais profundos, apresentando uma excelente opção para mergulhadores mais experientes, onde são vistas grandes tocas, pontas de laje e fauna rica.

A junção entre o fundo de areia e as rochas apresenta a uma profundidade de 18 a 24m. A presença de peixes de passagem nas suas pontas é grande, sobretudo na ponta Norte, onde cardumes de olhetes e até barracudas solitárias são facilmente vistos, além de polvos e lagostas. Deve-se tomar cuidado com a correnteza.

Ilha de Pargos

Apesar de distante é excelente para mergulhadores iniciantes, pois as águas são calmas e a profundidade chega aos 30 metros com fundo de areia e rochas cobertas por corais e gorgônias.

Fora da enseada principal, temos mergulhos mais avançados e vida abundante. Além disso, existe também o naufrágio de um pequeno barco pesqueiro do lado de fora, onde ainda são encontradas algumas partes, como o motor e guinchos.

Enseada Principal (Norte)

Com ausência de correnteza e profundidade que varia entre 8 e 18 metros a enseada é uma ótima opção para mergulhadores do nível básico. No local há a grande quantidade de ermitões.

Laje do Foguete

Com águas claras e profundidade que vai dos 12 aos 18 metros, a lage fica próxima à costa. Sua formação rochosa central lembra um pouco as formações de Abrolhos e possui bastante vida marinha.

Búzios - RJ

Búzios – RJ

Armação dos Búzios ou simplesmente Búzios, como é conhecida, fica cerca de 179 km do Rio de Janeiro, na Região dos Lagos e a 30 minutos de Arraial do Cabo. A cidade possui mais de 20 praias para conhecer com opções para mergulhadores, surfistas, famílias e praticantes de esportes como wind e kitesurf.

A visibilidade das águas alcança facilmente os 10 metros e no verão pode chegar até os 25 metros com uma temperatura media em torno dos 22 graus. Fiquem atentos à ressurgência.

O que é Ressurgência? São correntes provenientes de grandes profundidades que alcançam a superfície, e por não receberem os raios solares nas grandes profundidades, essas águas acabam sendo bem mais frias, porém, mais limpas e azuladas.

Alguns pontos de mergulho em Búzios:

Ilha de Âncora

Profundidade de 6 a 22 metros

Ela recebeu este nome pelo seu formato que oferece abrigo dos ventos e correntezas. Fica mais longe do continente e é considerada por muitos o melhor ponto de mergulho da região. Possui uma grande variedade e quantidade de peixes sendo possível avistar frades, meros, anchovas, barracudas e também muitos corais.

Enseada do Badejo

Profundidade de 12 a 21 metros

 Indicada para mergulhadores de nível básico e avançado com um patamar raso de 4 a 5 metros. A enseada possui vida marinha abundante com formações rochosas.

Ilha de Gravatás

Profundidade de 12 a 36 metros

A ilha é rodeada por grandes rochedos e tocas e é mais indicado para mergulhadores de nível básico. Sua água é um pouco mais escura devido à proximidade com o litoral e alguns rios que deságuam pelas redondezas. É possível ver arraias e tartarugas verdes.

Laje dos Alagados

Profundidade de 17 a 45 metros

É indicada para mergulhadores de nível avançado e está situada mais próxima do litoral e vulnerável às correntes que eventualmente passam por lá. Dessa forma, devido às condições que o local apresenta, é necessário um mergulho bem planejado. Apesar de difícil é um lugar sensacional para se mergulhar aonde são vistos grandes rochedos e muitos peixes de passagem.

Uma curiosidade do lugar é que a atriz francesa Brigitte Bardot foi responsável por popularizar Búzios no exterior depois de passar quatro meses no local, em 1964 e depois disso teve seu nome dado a uma Orla, a Orla Bardot, em sua homenagem.

Angra dos reis

Angra – RJ

Angra dos Reis é uma das cidades mais antigas do Brasil, fica a 166 km do Rio de Janeiro, e possui muitos lugares lindos para praticar o mergulho além da beleza da arquitetura da época da colonização e acervo histórico.

São 8 baías com águas cristalinas e praias exuberantes. Os locais mais procurados são: Ponta leste, Centro, Estrada do Contorno, Ponta Sul e Ilha Grande (Principal ilha da região com cerca de 192 quilômetros quadrados e 106 praias. Leva-se em média 1h de navegação em barcos mais lentos a partir de Angra dos Reis e 1:20h de Mangaratiba).

Vamos apresentar aqui alguns pontos de mergulho que valem a pena ser visitados.

Ilha de Mataraiz
Nivel: Básico
Profundidade Máxima: 15 metros

A laje oferece excelentes condições para o mergulho. No fundo, espalhado sobre a areia branca encontram-se restos de um helicóptero que caiu em 1998. Hoje restam poucas peças para serem vistas devido a ação de mergulhadores.

Laje Branca
Nível: Básico e Avançado
Profundidade Máxima: 25 metros

Um único mergulho permite uma volta inteira na laje. Rochedos são formados por gorgônias vermelhas e na sombra deles os corais se abrem, expondo os tentáculos e colorindo as paredes da laje.

Gruta do Acaia
Nível: Básico e Avançado
Profundidade Máxima: 18 metros

Pedras formam pequenas tocas que abrigam diversas vidas marinhas. A atração do local é a grande gruta submersa com entrada a 6 metros de profundidade e que se estende para o interior da ilha e forma um salão acima da superfície (só para avançados).

Praia Vermelha
Nível: Básico
Profundidade Máxima: 20 metros

O vapor Califórnia naufragou em 1866 após um incêndio. Ainda estão lá a caldeira, os volantes do motor e a tubulação. Vida ao redor intensa principalmente a noite.

Parcel do Coronel
Nível: Básico e Avançado
Profundidade Máxima: 30 metros

Labirintos de grandes rochas de granito faz deste um dos melhores pontos da Baía de Ilha Grande. As pedras formam belos túneis e passagens estreitas.

Naufrágio Pinguino
Nível: Avançado
Profundidade Máxima: 25 metros

O mais famoso naufrágio de angra dos reis. O cargueiro panamenho permanece praticamente intacto na enseada. Ele afundou em 1967, após um longo incêndio. Em seus porões há muitas anêmonas.

Parnaióca
Nível: Avançado
Profundidade: 33 metros

Praia de Paranóica. Lá existe um naufrágio e acredita-se que ele seja o japurá, um cargueiro a vapor de bandeira brasileira que afundou em 1897. Sua popa está a 5 metros de profundidade e a proa a 33 metros. Na parte rasa o navio já foi bastante destruído pelas ondas, mas a proa ainda está conservada. A costeira onde bateu é bastante íngreme o que torna o mergulho ainda mais interessante. Os mergulhos só são possíveis em dia de mar calmo.

arraial do cabo

Arraial do Cabo – RJ

Arraial do Cabo fica no Rio de Janeiro, a 20 minutos de Cabo Frio. Sua água cristalina é perfeita para mergulhar. Além da beleza inquestionável, encontramos ótimos pontos de mergulho com fauna marinha muito variada, não é difícil encontrar tartarugas, arraias, moreias. Corais também não faltam por lá.

Devido à localização a região sofre influência da ressurgência. Dessa forma é aconselhável uma roupa de neoprene mais grossa, pois a temperatura da água pode ser mais baixa. Geralmente a temperatura da água é em torno dos 15° aos 22°C, mas dependendo da época do ano, varia de 9° aos 26°C. Em determinadas épocas é comum aparecerem pinguins nas praias e baleias nadando ao longo da costa.

O que é Ressurgência? São correntes provenientes de grandes profundidades que alcançam a superfície, e por não receberem os raios solares nas grandes profundidades, essas águas acabam sendo bem mais frias, porém, mais limpas e azuladas.

Enseada das Paredes

Com grandes fendas e muita vida marinha, é possível encontrar com grandes peixes de passagem. Atenção para vento, correntezas e as grandes profundidades que variam entre 20 a 40m.

Oratório

Possui grandes tocas, a possibilidade de ver peixes de fundo e de passagem, além de oferecer um abrigo razoável contra o vento nordeste. Atenção para o vento, correntezas e as grandes profundidades que oscilam dos 18 aos 36m.

Ponta dos Ferreiros e Ponta do Meio

Geralmente com correnteza e como em todos os mergulhos do lado de fora da Ilha do Cabo Frio, é preciso ter atenção para ao vento, correntezas e as grandes profundidades que vão dos 18 aos 38m.

Ponta da Jararaca

O naufrágio do Teixeirinha é a principal atração. Fundo característico de naufrágio, com Moreias, Lagosta e Mangangás e profundidade de 12 a 18m.

Saco do Cherne

O Saco do Cherne é uma enseada próxima à Prainha, com baixa profundidade entre 9 e 16m, muita vida marinha e ótima para mergulhadores básicos. Ótimo local para fotos.

Saco do Anequim

Este ponto representa uma fusão das características dos mergulhos do lado de dentro, como gorgônias e pouca profundidade, que vai de 9 a 20m, com algumas características dos mergulhos do lado de fora, como a possibilidade de vermos peixes de passagem.

Praia do Pontal do Atalaia, Praia Grande e Prainha

As três praias são indicadas para a realização de snorkeling, além de ótimos locais para realizar mergulhos noturnos. A baixa profundidade e vida marinha variada proporcionam o encontro frequente com moreias, arraias e tartarugas.

Alerta: A Praia do Pontal do Atalaia possui um acesso difícil e bastante complicado, o mergulhador precisa descer uma grande encosta até a praia, a pé.

Enseada de Maramutá

É uma pequena enseada na face interna da Ilha de Cabo Frio. É bem abrigada e com baixa profundidade, sendo um ótimo ponto para mergulhadores básicos ou avançados. Excelente para quem quer tirar lindas fotos.

Ilha de Cabo Frio

A Ilha de Cabo Frio também é conhecida como Ilha do Farol, possui uma beleza incontestável. Excelentes pontos para mergulhadores básicos ou com pouca experiência. A enseada de Maramutá possui profundidade menor na sua parte inferior, indo dos 2 aos 18m. A área é totalmente abrigada do vento e mar agitado.

Gruta do Coelho

A gruta possui 120m de comprimento e fica na Ilha de Cabo Frio. Foi descoberta em 2005 pelo instrutor Antônio Sérgio (da operadora Deep Trip). Excelente mergulho para mergulhadores com experiência em caverna.

Ilha dos Franceses

Localizada em frente à Praia Grande, esta ilha é um excelente local para o mergulho, desde que a ressurgência não esteja muito forte. O naufrágio Dona Paula geralmente é visitado por quem mergulha ao largo da ilha. Os mergulhadores descem até lá, a profundidade é baixa e ainda é possível ver seus canhões.

Alerta: A temperatura do local pode chegar aos 9ºC.

Ilha dos Porcos

Fica em frente à Praia dos Anjos, tem baixa profundidade, um ponto bom para os mergulhadores com pouca experiência, pois o mergulho é abrigado e muito tranquilo.

Lado Norte – A profundidade varia  de 12 a 28m, o fundo é característico do lado de dentro do boqueirão, com gorgônias, eventuais tartarugas, e normalmente pouca correnteza.

Lado de Dentro – Fundo característico do lado de dentro do boqueirão, com gorgônias, eventuais tartarugas, e neste ponto há um pouco de correnteza devido ao estreito e profundidade de 9 a 20m.

Ponta Leste

É uma ponta da Ilha de Cabo Frio, com muitos peixes de passagem. O mergulho é para avançados e a realização de uma operação no local depende principalmente das condições do mar e a profundidade vai de 15 a 35m.

Alerta: Deve-se tomar cuidado com as correntezas no local.

Saco dos Ingleses

Fica na Ilha de Cabo Frio. Lá a profundidade vai dos 12 aos 40m, os mergulhadores encontram vida marinha abundante e o naufrágio inglês Thetis. A temperatura local varia de acordo com a ressurgência.

Alerta: A temperatura do local pode chegar aos 9ºC.

Gruta Azul

A Gruta Azul é uma abertura em uma imensa pedra, fica na Ilha de Cabo Frio. Para chegar ao interior da gruta o mergulhador desce aos 10m. Seguindo em frente chega-se ao “tubo” – uma rachadura com 2 a 3m de diâmetro na rocha- que segue em direção à superfície. Apesar da baixa profundidade, é um mergulho indicado aos avançados.

Alerta: O mergulho na Gruta Azul somente deverá ser realizado em dias de mar extremamente calmo e sem ondulações. Muita cautela, pois existe um grande fluxo de refluxo do mar em função da movimentação das ondas.

Além disso, no canto esquerdo, há uma pedra de forma pontiaguda onde o mergulhador poderá se ferir gravemente se não tomar cuidado. Houve pelo menos duas mortes de mergulhadores no passado. O acidente pode ocorrer quando mergulhador sobe através deste tubo para se chegar à superfície.

Gruta da Camarinha

A Gruta da Camarinha é uma rachadura num imenso rochedo da Ilha de Cabo Frio. O mergulhador desce até os 35m e nada na horizontal durante 15 a 20min – é necessário preparo. Exibe duas entradas, uma ao sul na cota dos 12m e outra a leste, na cota dos 15m, tendo sua profundidade máxima nos 35m. O uso de lanternas é essencial e o mergulhador deve ser avançado e com boa experiência. O mergulho na gruta deverá ser realizado em dias de mar extremamente calmo e sem ondulações, pois o fluxo de água no interior é forte.

Alerta: Devido ao perfil do mergulho, deve-se tomar todo cuidado com o consumo de ar, pois a passagem pela gruta não permite que o mergulhador suba em caso de emergência. Este mergulho é indicado apenas para aqueles que possuam certificação em Overhead ou Caverna.

Pesquisar

+
Pular para a barra de ferramentas