Ilha bela

Ilha Bela – SP

Ilhabela é composta por 14 ilhas e ilhotes e é um dos únicos municípios-arquipélago marinho brasileiro.  Está localizada no norte do Estado de São Paulo, fica na microrregião de Caraguatatuba a 210 km da capital paulista e 440 km da cidade do Rio de Janeiro.

Considerada uma das 10 maiores ilhas do Brasil, Ilhabela possui além de muita beleza, diversas opções de mergulhos com cerca de 21 naufrágios sendo assim o maior cemitério de navios da costa brasileira. São aproximadamente 129 km de costa com vida marinha em abundância para se explorar.

Segue aqui os principais naufrágios encontrados na ilha:

  • Príncipe de Astúrias
  • Concar
  • Hathor
  • Elihu B. Washburne
  • Urucânia
  • Crest
  • Dart
  • São Janeco
  • Therezina
  • Velásquez
  • Aymoré
  • Nau da Praia dos Castelhanos
  • Avião T6-D Texan

Separamos alguns pontos de mergulho interessantes:

Ilhote da Serraria

É um dos pontos de mergulho mais conhecidos com águas geralmente bastante tranquilas e profundidade (atenção para alguns dias em que a correnteza pode ficar forte) que varia de 6 a 15 metros. A costeira é marcada por pedras ladeada por fundo de areia e algumas tocas. É possível encontrar no local peixes como enxadas, xereletes, piranjicas, badejos, garoupas, ciboas, anchovas, beijupirás, pescadas-dentão até tartarugas e golfinhos.

Cabaraú

Com profundidade que vai dos 3 aos 10 metros, Cabaraú tem forma de coroa, contornado por areia onde podem ser vistas raias e tartarugas.

Saco do Poço

Indicado para mergulhadores de nível básico, o local é bem abrigado, com boa visibilidade em suas águas claras e profundidade que vai dos 3 aos 7 metros. Possui areia grossa e muitas pedras e grandes tocas que abrigam muitos peixes de passagem, tartarugas e arraias. Lá também fica o Costão norte da Praia do Poço, uma grande piscina de água doce.

Costão do Quebra Coco 

O local ainda é pouco explorado e fica entre as Pontas do Poço e Grossa Condições com profundidade que vai dos 3 aos 18  metros é indicado para mergulhadores do nível básico. Com ótima visibilidade e uma enorme riqueza em vida marinha a costa possui muitas tocas e um parcel que abrigam uma fauna recifal de muitas cores e peixes como o badejo, garoupa e cardumes de peixes de passagem além de tartarugas e arraias.

Ilhas Galhetas

São duas ilhotas entre o Saco do Sombrio e a Baía de Castelhanos que ficam na costa leste da Ilhabela. Com profundidade que varia entre os 3 e 15 metros o local é considerado  praticamente intocado,  com presença de muitas grutas e vários peixes coloridos.

Costão da Fome

Com profundidade que vai dos 3 aos 8 metros é possível ver cardumes de salemas, marimbás, tainhas, sargentos e tartarugas. A 70 metros da ilha se encontra a Laje da Fome com um pequeno parcel. É indicado para mergulhadores do nível básico.

Pacuíba

Neste local a temperatura da água dispensa o uso da roupa de neoprene, principalmente no verão. O melhor ponto de mergulho fica no canto leste com profundidade que vai dos 6 aos 8 metros. Pedras de tamanho médio formam um parcel com muitas tocas e repleto de vida marinha com peixes ornamentais e muitos badejos, marias-da-toca, sargentos e garoupas.

 Ponta da Figueira

Com profundidade dos 5 aos 12 metros a costeira formada por grandes rochas e um parcelado ao fundo é um local de mergulho indicado para iniciantes. O local apresenta presença constante de miriquitis, peixes-morcego, garoupas, bicudas, donzelas tartarugas, lagostas, arraias e moreias.

 

Ponta do Urubu

Considerado um dos pontos mais acessíveis e tranquilos do arquipélago fica ao oeste da Ilha de São Sebastião e possui profundidade que vai dos 3 aos 7 metros. A entrada apresenta um pequeno parcelado próximo a costeira aos 4 metros a partir daí declive suave na areia até a profundidade dos 7 metros com boa diversidade marinha.

Saco da Ponta da Sela

O melhor acesso é pelo sul da Ponta da Sela e sua profundidade vai dos 3 aos 18 metros. O parcelado vai desde a costeira até o fundo aos 18 metros (com correntezas nesses pontos mais fundos) que apresenta grandes formações rochosas e abriga esponjas, algas, arraias, lagostas, donzelas, sargentos além de peixes de passagem e toca.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pesquisar

+